Topo do site Topo do site
Conteudo

Blog AlimentarumNotícias e novidades

Voltar
28/03/2016

O congelamento é um eficiente sistema de conservação de alimentos que retarda o processo de desenvolvimento de microrganismos e da atividade das enzimas produzidas por estes, conseqüentemente, diminuindo o processo de deterioração.

Os microorganismos necessitam da agua no estado liquido para se desenvolverem, como em baixas temperaturas agua se transforma em cristais o desenvolvimento não acontece. Contudo a maioria dos microrganismos (com exceção dos parasitas) permanecem vivos durante o congelamento em estado latente, motivo pelo qual os alimentos devem ser manipulados cuidadosamente tanto antes do congelamento, como depois de descongelados.

Este método torna possível a diminuição do desperdício de alimentos, permite o preparo antecipado das refeições, permite o consumo de alimentos fora da época de safra e torna menos frequente a ida ao supermercado, novos pedidos a fornecedores entre outros.

O tempo que cada alimento pode ficar congelado está relacionado às suas propriedades (tipo de alimento), à sua correta embalagem e ao armazenamento sob temperatura adequada. Fique atento ao prazo indicado pelas tabelas, para cada tipo de alimento.

Normalmente podem permanecer entre 3 a 12 meses num congelador doméstico, sem que existam perdas na sua qualidade.

Sugestões de congelamento:

  • Alguns alimentos, devido à sua composição, não congelam de maneira satisfatória. Entre eles, pode-se citar: algumas frutas, verduras, cremes à base de amido de milho, gelatinas, maioneses e claras de ovos;
  • Nunca congele verduras em folhas, tais como alface, agrião ou espinafre;
  • Use sacos plásticos para congelar carnes, legumes e frutas, a fim de evitar desidratação ou queimaduras provocadas pelo frio;
  • Ao colocar seus alimentos no freezer, procure deixar espaços entre as unidades, a fim de que o ar possa circular;
  • Nunca sobrecarregue o seu congelador, pois isso irá impedir a circulação do ar.

O descongelamento de alimentos é uma etapa que deve ser cuidadosamente observada, a fim de que haja preservação do sabor, textura, aparência e qualidade dos produtos que serão consumidos. O descongelamento, quando feito de maneira inadequada, poderá causar danos irreversíveis e, até mesmo, a perda do alimento.
Carnes cruas, laticínios e pratos prontos com molhos cremosos devem ser descongelados na geladeira para voltarem ao seu estado natural, sem perda de nutrientes ou de textura;
O descongelamento dos alimentos à temperatura ambiente propicia a proliferação de bactérias, pois com o aumento da temperatura microorganismos como bactérias voltam a proliferar, por isso evite descongelá-los na pia. Já os vegetais congelados e alguns pratos prontos em geral podem ser diretamente levados ao fogo brando ou forno pré-aquecido, sem maiores preocupações;

Descongelamento em equipamento de Refrigeração

A carne congelada deve estar acondicionada em sacos plásticos transparentes ou fita filme, bem fechados.
Em seguida, ser armazenada em equipamentos de refrigeração na temperatura de 4°C a 5°C por aproximadamente 48 horas, em vasilhas previamente higienizadas.